Get Amazing Stories

Get great contents delivered straight to your inbox everyday, just a click away, Sign Up Now.

MEU GUARDA CHUVA E A MULHER DE LÓ

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

A correria da vida moderna acaba muitas vezes gerando ótimas histórias. Quero  contar  uma dessas, a  história do Meu guarda chuva e a mulher de Ló.

Quem vive em grandes centros urbanos, principalmente numa cidade como São Paulo, sabe o nível de stress a que estamos expostos todos os dias. É o trânsito caótico, a violência das ruas, o desrespeito, a falta de gentileza, e muito mais. Além da sensação de estarmos sempre correndo e atrasados.

Foi assim que cheguei a uma reunião esta semana: apressada, com a respiração curta e sentindo me sobrecarregada, segurando bolsa, pasta, casaco e meu guarda-chuva, pois a iminência de chuva era grande.

Ao sair da reunião, já atrasada para outro compromisso, precisava antes ir ao toalete. Sabia que o caminho seria longo e demorado. Já na rua, próximo ao local onde estacionei o carro, percebi que estava faltando alguma coisa em minha mão. Era meu guarda-chuva, que havia esquecido no banheiro. Ah! Meu guarda-chuva! – foi o lamento naquela hora. E no mesmo momento veio a lembrança de quando o ganhei e  quem me deu aquele lindo guarda-chuva.

Numa fração de segundos, meu corpo quis fazer um movimento de giro para voltar ao prédio e resgatar o guarda-chuva. Porém reagi rapidamente contrariando aquele gesto instintivo. Meu olhar convicto e meus passos firmes, avançaram em direção ao carro. Prossegui certa de que aquilo era o melhor a fazer, pois se eu voltasse, não chegaria a tempo para o compromisso seguinte que estava diretamente relacionado a um novo projeto de vida.

Enquanto dirigia o carro rumo ao futuro, fui refletindo sobre o significado e valor daquela atitude tão resoluta. Por um instante eu não me reconheci. A mulher que sempre fui, com certeza retornaria para pegar seu pertence, não se desapegaria tão facilmente daquela história, pois os objetos tem história. A mulher que sempre fui não assumiria a perda, não correria o risco de ser censurada mais tarde por não ter tomado a atitude correta. Mas ali estava uma outra mulher, uma reinvenção de mim mesma. Uma mulher mais confiante, decidida, e focada.

 

Lembrei nesta hora da passagem bíblica sobre a mulher de Ló. Ló era sobrinho do grande pai Abraão, e teve que deixar às pressas a cidade onde morava, Sodoma, que havia sido condenada à destruição. Ele, sua mulher e suas filhas tiveram que deixar a casa onde viviam. Provavelmente tiveram que abandonar amigos queridos, deixar para trás uma vida estável e de conforto, para começar uma nova história em outro lugar, numa cidade desconhecida. Sem levar nada do que lhes pertencia, e sem olhar para trás, saíram correndo apressados rumo ao futuro. Porém, a mulher de Ló hesitante, querendo talvez olhar mais uma vez para sua casa, para as flores do seu belo jardim, virou se para um derradeiro olhar. E todos nós sabemos o que aconteceu a ela. No instante que olhou para trás, a mulher de Ló foi transformada em estátua de sal.

Meu guarda chuva e a mulher de Ló

Como é difícil em fase de transição, confiarmos no que está por vir sem hesitação! Como é difícil desapegarmos do que é conhecido, familiar, sairmos da zona de conforto e seguirmos rumo ao incerto, em direção ao nosso vir a ser! Como é difícil confiar que seremos capazes de enfrentar novos desafios.

 

 

Todo o processo de mudança necessita de tempo para se consolidar.  Ele é composto de três fases, como explica Willian Bridges, renomado consultor americano, especialista em gerenciamento de transição:

 

-Fase de encerramento de um ciclo: onde abandonamos antigos hábitos, modo de pensar e de agir. Deixamos para trás o que não nos serve mais. É uma fase de incerteza, pois não sabemos o que vem pela frente.

“Concentre-se no que está buscando, não no que está deixando para trás.” – Alan Cohen

-Fase neutra: é o período das maiores dúvidas, pois a impressão é de que nada está acontecendo. O novo parece não se configurar diante dos nossos olhos. Olhamos para o horizonte e não enxergamos nada.

“Não se descobre novas terras sem consentir perder de vista a praia durante muito tempo.” – André Gide

-Fase de reinício: é quando ultrapassamos o período de transição dentro de nós mesmos e começamos a vislumbrar as primeiras mudanças fora de nós, no ambiente externo.

“Apenas aqueles que se arriscam a ir muito longe possivelmente conseguirão descobrir quão longe se pode ir.”- T.S.Eliot

 

Meu guarda chuva e a mulher de Ló

Em momentos de transição quatro coisas são fundamentais:

CLAREZA DE PROPÓSITO

“Uma visão sem uma tarefa, é apenas um sonho. Uma tarefa sem uma visão, é somente um trabalho árduo. Mas, uma visão com uma tarefa, pode mudar o mundo.” – Declaração de Mount Abu Projeto Cooperação Global para um Mundo Melhor” – Universidade Brahma Kumaris-1988/1990.

AUTO-CONFIANÇA

“Os seus diamantes não estão em montanhas longínquas, nem em mares distantes; estão no seu próprio quintal, desde que você se disponha a extraí-los.” – Russell H. Conwell

 FOCO

“Algumas pessoas acham que foco significa dizer SIM para a coisa em que você irá se focar. Mas não é nada disso. Significa dizer NÃO às centenas de outras boas ideias que existem. Você precisa selecionar cuidadosamente.”- Steve Jobs

CORAGEM

“O correr da vida embrulha tudo, a vida é assim: esquenta e esfria, aperta e daí afrouxa, sossega e depois desinquieta. O que ela quer da gente é coragem.”- João Guimarães Rosa

Esses quatro requisitos estão ligados entre si e precisam caminhar juntos ao longo de todo o processo de transição até a consolidação das mudanças. Um propósito bem definido elimina as dúvidas, promove a autoconfiança e ajusta o foco. E uma vez confiantes e focados, a coragem vem como co-piloto nos apoiando em todo o trajeto rumo ao futuro. Assim tornar-se-á mais fácil renunciar aos “guarda-chuvas” que insistem em nos paralisar pelo caminho como aconteceu com a mulher de Ló. Vamos em frente!

Se você gostou da história do Meu guarda chuva e a mulher de Ló, compartilhe com amigos e deixe seu comentário abaixo.

Abraço carinhoso

Ana Lúcia Machado

www.educandotudomuda.com.br

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.
Ana Lucia Machado

Ana Lucia Machado

Relações Públicas, educadora especializada em Pedagogia Waldorf, autora do livro Clarear e do blog Educando Tudo Muda.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *