Get Amazing Stories

Get great contents delivered straight to your inbox everyday, just a click away, Sign Up Now.

Podemos rir muito juntos

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Depois de tanto tempo estudando tantos casais, o Dr. Gottman,  professor emérito de psicologia da Universidade de Washington, identificou quatro comportamentos que são “venenos mortais” para qualquer relacionamento: defensividade, obstrução, criticismo e desprezo. Quando você tenta se defender do que considera ser um ataque, em vez de procurar entender o que o seu parceiro ou parceira está dizendo, você está adotando uma postura defensiva.

4horse

Outro ‘veneno’ muito presente entre os casais é a obstrução. A pessoa se fecha em si mesma e recusa-se a interagir com o outro, obstruindo qualquer possibilidade de diálogo ou de cooperação. O obstrutor pode até se retirar fisicamente, sair andando no meio da conversa, ou mesmo não esboçar nenhuma reação, como se você estivesse falando com as paredes.

O criticismo é dar a entender que existe alguma coisa errada com a pessoa com a qual você se relaciona, algo como um defeito em sua personalidade, de modo que a discussão de um problema acaba se transformando em um ataque global á identidade do outro.

Uma pessoa manifesta desprezo quando se coloca em uma posição de superioridade, ao mesmo tempo que desqualifica a outra. Zombar, ironizar, menosprezar, desacreditar, desautorizar, duvidar da capacidade de seu parceiro ou de sua parceira é ofendê-lo (a) – às vezes, até na frente de outras pessoas – são algumas maneira como o desprezo se manifesta.

casal-brigando--e1313674589770

O desprezo destrói a admiração, o carinho, e o respeito entre o casal e é, também, uma característica do bullying psicológico. O desprezo é o pior e mais mortal entre os venenos que o Dr. Gottman define como os Quatro Cavaleiros do Apocalipse. É tão literalmente mortal, que estudos indicam que em famílias nas quais é verificado um elevado grau de manifestações de desprezo entre seus membros, há também uma incidência mais elevada de doenças e de mortes prematuras. O desprezo é altamente tóxico para quem é desprezado, para quem despreza e para todo mundo ao redor.

Quer dizer então que, para eliminar os Quatro Cavaleiros do Apocalipse, você precisa controlar o modo de falar com seu parceiro ou sua parceira, certo? Na verdade, não é só isso. Melhorar a comunicação verbal é um aspecto importante, mas não é o único. O motivo é que os Quatro Cavaleiros do Apocalipse não se manifestam apenas verbalmente. Eles também fazem seus ataques por meio da comunicação não verbal, ou seja, pela fisiologia, pelas expressões corporal e facial e pelas microexpressões. Quer dizer: até mesmo sem abrir a boca, você pode estar expressando criticismo, defensidade, obstrução ou desprezo. Por isso, muitas vezes, nas discussões de casais, surgem diálogos como este:

_ Eu não disse isso!

_ Mas eu sei que é isso que você está pensando (ou sentindo, ou “achando de mim”)!

Então, qual é o antídoto?

O autoconhecimento é um dos mais eficazes para conhecer o outro também. Olhar para dentro de si mesmo, verdadeiramente, expande o horizonte da compreensão e ajuda a identificar as razões desses comportamentos. Ao fazer isso, aja com generosidade. Não se julgue, não se culpe, porque tanto o julgamento quanto o sentimento de culpa são dois outros venenos mortais. O olhar interno precisa de contemplação e compaixão. Só assim, é possível despertar esses sentimentos em relação ao outro.

Quanto à defensividade, baixe a guarda, ouça o que o outro está dizendo e admita sua responsabilidade. Para melhorar suas reações de obstrução, comece por sinalizar que está ouvindo, dizer que não se sente em condições de conversar no momento e comprometa-se a retomar o assunto se necessário for.

Para o criticismo, comece por excluir o ‘você sempre’ ou ‘você nunca’. Jogue o desprezo fora. Aprecie e valorize seu companheiro ou a companheira. Agora, faça uma pausa para relembrar os melhores momentos. Aqueles em que você sorriu e riu, com vontade!

img_1_34_7683

 

Tenha uma bela vida.

Por Maria Alice Guedes

Fonte: Livro de Metodologia Positive Coaching da Sociedade Brasileira de Coaching

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.
Maria Alice Guedes

Maria Alice Guedes

Jornalista e escritora, autora do livro Desnudeios, e coach com especialização em Psicologia Positiva.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *